Como ser mais feliz no trabalho?

Confira as dicas para ser mais feliz na sua profissão e se sentir realizado mesmo em meio aos desafios do mercado de trabalho atual.

A importância do trabalho para nossa vida

A busca por realização através do trabalho tem vários motivos, se analisarmos que passamos mais de 90 mil horas* trabalhando, o que representa 3750 dias, 535 semanas, 10 anos de vida, só por esse motivo deveríamos repensar a forma como conduzimos nossa carreira e nosso dia-a-dia profissional.

E como estamos vivendo todo esse tempo no trabalho? Segundo estudo do Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR1), 70% dos trabalhadores brasileiros estão sofrendo algum distúrbio relacionado ao estresse devido ao seu trabalho.

Isto é, a cada 10 trabalhadores, 7 estão desmotivados, angustiados com a pressão por resultados, com baixa energia para enfrentar o volume de atividades, com problemas de relacionamentos com chefes e colegas,  com medo de perder emprego e esgotados!

É muita gente estressada por causas relacionadas ao trabalho, e ainda nesse grupo estão o que chegaram ao nível mais elevado de stress, desenvolvendo a síndrome de burnout.

 

Síndrome de Burnout

De acordo com o Dr Drauzio Varella2, a principal característica desta síndrome é o estado de tensão emocional e estresse crônicos provocado por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes.

A síndrome se manifesta especialmente em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal direto e intenso.

São dados preocupantes, que por si só deveriam nos fazer refletir sobre como estamos administrando nossa carreira e quais são os fatores que estão causando esse estresse e principalmente como mudar esse cenário.

Para isso é preciso desbancar um mito em relação ao trabalho:

 

Trabalho é um castigo?

Esta ideia equivocada esta inserida na nossa cultura, que foi fundamentada pelos colonizadores inicialmente com valores escravagistas.

E também pode ter vindo da má interpretação da Bíblia! Muitos consideram que o trabalho foi um castigo pelo pecado e por isso é algo ruim. Mas Adão já trabalhava antes da queda, confira em Gênesis 2:15; e 3:17.

Porém esta interpretação equivocada não considera os inúmeros princípios relacionados ao trabalho que são descritos claramente na Bíblia Sagrada.

O que diz a Bíblia

Esforcem-se para ter uma vida equilibrada, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos; a fim de que andem decentemente aos olhos dos que são de fora e não dependam de ninguém. I Ts 4:11-12

O trabalho em si não é um problema, mas a forma como conduzimos nossa jornada de trabalho e o ambiente de trabalho, que quando estão em desequilíbrio e negativos favorecem resultados como: profissionais estressados, baixa produtividade, baixa lucratividade, prejuízos financeiros, prejuízos emocionais e na saúde.

Não podemos analisar nossa carreira apenas como uma área isolada da nossa vida. Nossa vida é sistêmica. Se uma pessoa tem sua saúde fragilizada isso irá refletir não só no seu bem estar físico e mental, mas também em seus relacionamentos e em seu trabalho.

Como ser mais feliz no trabalho?

A qualidade de vida só é alcançada quando se tem conexão entre os pilares que sustentam o individuo como uma pessoa: sua realização pessoal, profissional, financeira, saúde e energia física, emocional e espiritual.

O trabalho não pode ser então encarado apenas como fonte de renda e recursos, mas também como fonte de realização pessoal.

Algumas empresas e organizações já se despertaram para isso e procuram implementar programas de qualidade de vida no trabalho, com o objetivo de atender não só aos lucros do negócio mas também à satisfação individual do trabalhador como pessoa.

 

Programas de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT)

Os diversos programas de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) implantados por empresas no ambiente profissional tem alguns elementos comuns:

  • Flexibilidade de horário da jornada de trabalho
  • Forte senso de visão e trabalho com metas smart
  • Ambiente desafiador e estimulante
  • Premiação por resultados
  • Descentralização da gestão
  • Comunicação aberta
  • Clima organizacional saudável
  • Jornada em home based (home office) em alguns dias da semana
  • Licença maternidade de 6 meses3 para funcionárias de empresas que aderem ao Programa Empresa Cidadã ou seja servidora pública federal e estendida por 1 ano como não remunerada
  • Licença paternidade de 20 dias4 para funcionários de empresas que aderem ao Programa Empresa Cidadã ou seja servidor público federal

Porem o número de empresas com esse modelo ainda é pequeno, pois a maioria ainda não enxerga nos programas de qualidade de vida o retorno dos investimentos necessários e não possuem o valor da parceria ganha-ganha.

E apesar disso, há profissionais que conseguem conciliar trabalho com as demais áreas, com resultados de alta performance e se sentem felizes.

Quais são os segredos dessas pessoas?

O que elas fazem de diferente dos 70% de trabalhadores estressados?

São sobre esses princípios que iremos conversar nas próximas semanas em comemoração ao Dia do Trabalhor (1° de maio).

Um dos principais fatores para uma carreira de sucesso é a motivação.

 

Trabalhadores felizes são motivados  🙂

Não vêem seu trabalho e carreira apenas como fonte de renda, o dinheiro para estas pessoas é um meio e não um fim. A forma como encaram sua carreira é alimentada com o desejo de:

  • Autonomia, vontade de empregar recursos resultantes do seu trabalho para realizar, para conquistar metas e objetivos pessoais
  • Busca por excelência, por fazer sempre o melhor, e ser o melhor no que faz
  • Forte senso de propósito e missão de vida.

Estas pessoas vivem em equilíbrio e investem em hábitos que os mantêm motivados e blindados contra fatores estressantes. Alguns desses hábitos são:

  1. Não vêem telejornais, não assistem TV, lêem revistas comuns. Protegem suas mentes de conteúdos negativos. Em contrapartida investem seu tempo com conteúdos relevantes e de qualidade;
  2. Participam de grupos de estudo, fórum de discussões, comunidades com objetivos em comum, investem em networking, possuem conselheiros e/ou mentores;
  3. Investem em autoconhecimento, conhecem bem seus valores, os fatores que os motivam, desenvolvem metas e objetivos, possuem uma visão positiva do seu futuro.

 

O que vem por aí…

No próximo artigo irei compartilhar mais dicas práticas para você que busca qualidade de vida no trabalho e uma carreira feliz.

E no dia 23/05/17 vou realizar um encontro de coaching cristão on line e interativo com o tema “Como ser mais feliz no trabalho?“.

Para informações e se inscrever para participar clique no link abaixo:

Pense um minutinho sobre o que leu até aqui:

O que você pode fazer exatamente hoje para colocar em prática algum princípio ou hábito que te fará ter uma jornada de trabalho feliz?

 


Observações e referencias:

*considerando jornada de 44h semanais, 52 semanas de trabalho por ano e 40 anos de carreira;

  1. http://www.ismabrasil.com.br/
  2. https://drauziovarella.com.br/doencas-e-sintomas/sindrome-de-burnout/
  3. http://guiadobebe.uol.com.br/licenca-maternidade-de-6-meses/
  4. http://guiadobebe.uol.com.br/licenca-paternidade/

Sobre a Coach | Website

Minha missão é te inspirar a descobrir seu propósito e ter uma carreira feliz através da conexão com Deus, criatividade, foco e técnicas de coaching.

Você anda estressado e não faz ideia por onde começar a mudar e ter uma vida plena?

Coloque o seu e-mail aqui para receber gratuitamente artigos e dicas!

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!